14 de abril de 2017

i'm packing my bags, i'm gonna leave it all behind

 

  Acabei de terminar The Get Down. Aqui tá no final da tarde, o sol indo embora, nada além do vento fazendo barulho. Eu não tenho o menor assunto, mas quis escrever aqui de novo. Saudades bate, né? Vou sentir falta dessa série, por causa dela (e de uma amiga) comecei a ouvir mais hip hop. Certamente que não terá uma segunda temporada, esse final foi bem redondinho. Só queria minha amiga aqui do meu lado cantando a música da Mylene comigo, ela arrasando nos vocais e eu falhando em acompanhar.

  Eu tô muito perdido na faculdade. É engraçado ver todo mundo da minha sala se dando bem e eu não entendo bulhufas de algumas aulas, tô me sentindo no ensino médio de novo hshsh E ao mesmo tempo eu gosto do curso, mesmo me dando mal, mesmo não entendo, eu gosto. Faltam umas oito semanas pro meu aniversário, já coloquei na lista de presentes um óculos novo porque esse que tô agora é uma decepção. Quero comprar tecido e fazer roupa pra mim mesmo, mas não sei costurar, vou usar cola quente. Frases soltas, é. Isso é um bom post.

12 de dezembro de 2016

_o processo é uma mentira_

  Ano passado eu fiz esse post aqui falando que 3% ia ser finalmente produzida. Aí 25 de Novembro desse ano Netflix lançou tudo, e no dia 26 lá estava eu terminando uma maratona maravilhosa. O criador continuou na produção, então os personagens (Bruna, Michele, Fernando e Rafael) e a história que existia no piloto foi praticamente 100% aproveitada aqui. Eles até continuaram com alguns atores do piloto original (por exemplo, o cara que fazia o Rafael agora trabalha no Processo). A adição da Causa, um grupo de resistência que crítica o sistema de meritocracia do Processo ("você merece"), combina perfeitamente com o momento que o Brasil passa agora. Joana e Marco são dois personagens bem opostos, ela a miséria ele a elite, que ajudaram a trazer ainda mais profundidade pra série. Ela certamente se tornou a personagem favorita de todo mundo, principalmente devido aquele humor ácido.
  
  Resumindo a história, existe o Continente e o Maralto, a parte pobre e a parte rica. Em Maralto moram apenas as pessoas que passaram pelo Processo, um teste que escolhe 3% dos candidatos pra viverem numa sociedade justa, sem crimes, perfeita. As provas testam trabalho em grupo, capacidade de inferir, lógica, etc. Fiquei muito feliz de uma série de sci-fi brasileira ter sido reconhecida lá fora como boa, espero que isso dê um gás pro audiovisual nacional, tão negligenciado por nós mesmos. Vem segunda temporada <3