20 de fevereiro de 2016

Ai

  Oi pessoa que lê este blog, tudo bem? Uns dias atrás encontrei um blog que eu usava pra "desabafar" e me deu uma imensa vontade de fazer a mesma coisa aqui. Eu tenho muito medo. Medo do futuro. Eu tô no último da escola e teoricamente minha vida mais independente tá batendo na porta. Mas eu não me sinto preparado pra crescer, "enfrentar" o mundo e tal. Ainda me considero muito imaturo e isso me apavora.

  O pior é que ninguém ao meu redor parece muito preocupado com isso. Até na hora de estudar eu tenho medo, achando que não vou lembrar do relevante da hora da prova. Enquanto isso, meus amigos parecem bem confiantes com seus post-its coloridos e resumos das matérias. Não tô debochando deles, eu queria ser como eles. Já me disseram que as aparências enganam - e isso é outra coisa que me deixa pensando. Cansei de ouvir que tenho que ser simpático e sorrir pras pessoas gostarem de mim. Eu consigo fazer isso às vezes, mas na real não sou assim. E mesmo mentindo muito, eu não consigo mentir por muito tempo - e acabo me ferrando pelas mentiras que contei. Hoje eu não faço isso tanto, tento dar uma maneirada. Sentimento por outra pessoa foi algo que nunca entrou nas minhas mentiras. Se eu gosto de você, eu gosto de você. Quero estar perto e te impressionar - até chegava a mudar minha personalidade pra parecer mais interessante, coisa que deixei no passado.

  Mudar algo em mim pra parecer mais interessante foi um erro que cometi repetidamente, um atrás do outro. Às vezes eu me acho sem personalidade, opinião. Só um peixe que segue a maré. Às vezes eu me acho muito interessante e confiante. Certas vezes, uma pessoa foi simpática comigo, parecia interessada e me dava atenção. O problema é que eu ficava nervoso nessas vezes e só colocava pra fora o oposto do que queria falar: era grosseiro, fazia piada sem-graça e ficava calado sem motivo aparente. Eu só conseguia "voltar a mim" horas depois, me achando totalmente idiota e ridículo por ter dado uma impressão tão ruim (e isso aconteceu esse ano ainda). Eu não entendo porque ajo sem pensar. Bom, deu pra perceber que esse post não tem assunto e eu não tenho noção de organização. Isso daqui são só coisas que sempre ficam presas na minha cabeça, não precisam de arrumação, já que também estão bagunçadas aqui dentro. Ah, esse mês o ET fez quatro anos ♥

13 comentários:

  1. Último ano de escola e faculdade: realmente, tudo vai mudar. Isso aconteceu comigo ano passado, quando prestei vestibular; eu não estava preparada para o "fim", mas na hora tudo correu bem.
    Assim como você, eu tinha impressão que todos estudavam mais que eu, todos estavam mais seguros que eu. Mas não era verdade.
    A solução pra tudo é acreditar em si e se esforçar ao máximo.
    Beijos.
    soldameianoite.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem, uma coisa que eu ainda não aprendi é acreditar em mim. Quase sempre acho que sou um merda nas coisas - estudos inclusos. Tenho esse ano pra mudar isso ahsuahs Beijos :)

      Excluir
  2. Parabéns pelos 4 anos, meu blog faz 3 amanhã, haha.
    Eu te entendo perfeitamente, sabe. Terminei o ensino médio ano passado. Posso dizer que me desleixei muito no último ano, não fiz cursinho para vestibular nem criei grupos de estudos fora da escola (estudava integral já, pra quê mais? haha). Enquanto isso eu via meus colegas aceitando vagas em qualquer curso que ajudasse em enem, fazendo simulado e tals... mas aí eu concluí: eles querem cursar medicina, direito... eles têm que estudar mesmo (o de medicina conseguiu passar <3) Eu quero ser uma mera Jornalista, a vida das pessoas não vai depender disso, posso muito bem chegar em casa e ir assistir TV e não me atolar em atividades e dormir 3 horas por noite. Pode ser uma ideia idiota, mas pra mim ainda faz muito sentido e apesar dos riscos, faria tudo novamente.

    Enfim, consegui minha amada vaga na federal aqui do Ceará, no curso que eu queria, tô bem, tô zen. Apesar de não ter caído a ficha de que tenho 18 anos e tenho que me virar sozinha, e que já posso ser presa... Haha.

    E sobre ficar nervoso na hora de ser você mesmo... você é de capricórnio? Eu sou, e isso é tão típico de nós capricornianos, parecia que você estava me descrevendo, haha.

    - Blog Entretanto -

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pra nós, Jul ♥
      Égua, eu acho que não conseguiria fazer um cursinho esse ano, minha mente ia simplesmente parar. Eu só consigo estudar com meu melhor amigo, sou bem desleixado se tiver que estudar com outras pessoas, perco a concentração rapidinho ahsuahs
      Eu quero cursar uma engenharia, mas falta a menina confiança aqui do meu lado ai ai Que bom que cê passou ♥
      Não sou de Capricórnio, sou de Gêmeos, mas não acredito que os signos definam nossas características, então ahsuahsuasa

      Excluir
  3. olá, amei o design do seu blog e o post!

    vc ja conhece o blogueira que inspira ?

    se me seguir, sigo de volta

    www.blogueiraqueinspira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Quatro anos de blog, não é mesmo? legal, moço. 4 de 40, porque sim, haha. Sua insegurança se parece muito com a minha, definitivamente somos muito mais parecidos do que eu achei que fosse, ou talvez não, talvez só pareça pela forma que transcreveu, amigo. Suas duvidas são nada comuns, por incrível que pareça, não são. As pessoas levam a maioria dessas coisas de uma forma natural, uma forma natural que pra mim chega a ser surpreendente, e pelo que você disse, parece surpreendente pra você também, que você chega a "invejar".

    Quando eu saí do colégio foi horrível. Foi uma coisa atrás da outra, foi um sentimento de insegurança e falta de estabilidade e objetivo, foi terrível. Foi bem desastroso pra mim, nunca me senti tão dependente de mim quanto desencontrado, então fiquei realmente totalmente exposto. O resultado foi que as coisas aconteceram da forma mais natural possível, e eu me encontrei ainda mais depois de um tempo. É uma transição, ou foi, no meu caso, extremamente dolorosa mas extremamente produtiva. Ainda não confio tanto em mim, cara, mas sei que quanto mais eu tenho que escolher e correr solto em um deserto ainda maior, mais eu me encontro, mais eu me perco em mim mesmo.

    Ainda me sinto como você se sente em muitos sentidos, e meu maior defeito é me esforçar ao máximo para não me perder de mim mesmo. Me seguro nisso, me seguro no que eu sou, e tento pensar um pouco menos nas pessoas, além de não tentar faze-las mal. Bom, só quero dizer.. fique calmo, amigo. Quando as coisas acontecerem, você vai ser quem você é agora, e a decisão é sua, e a consequência é sua, e o outro dia para recomeçar também é seu. Tire o melhor de tudo.

    Adorei essa tua postagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quatro anos de blog, sinsinhô. Se esse blog ainda existir quando eu tiver 52 anos então tu tens que estar lendo ahsuahsa
      Espero mesmo que nossa insegurança seja parecida, só pra eu me sentir mais tranqilo de outra pessoa se sentir assim.
      Eu sei que vou ficar totalmente perdido quando a escola acabar. Primeiro vou ficar com medo de não passar e depois disso, só Deus sabe. Esse teu 3o parágrafo, meu Deus, foi perfeito. Vou tentar buscar isso: me perder e me encontrar em mim mesmo, e passar por essa transição dolorosa que tá cada vez mais próxima (já tamo quase na metade de março ç_ç).
      "Quando as coisas acontecerem, você vai ser quem você é agora, e a decisão é sua, e a consequência é sua, e o outro dia para recomeçar também é seu." Não preciso nem dizer quanto fiquei feliz de ler isso, né? Valeu, amigo, cê tem toda razão :)

      Excluir
  5. OK, não dei autoridade para postar minha biografia nnn
    Esse texto/desabafo me definiu em quase todos os pontos, menos o da mentira, desde criança eu aprendi a me controlar e conviver com a verdade seja ela boa ou ruim, e isso é bom.
    Não entendo porque eu sou grosso perto de pessoas que se importam comigo, odeio esse aspecto da minha personalidade, certeza que é culpa de algo do passado mas odeio voltar no meu passado pra procurar problemas que eu sei que irei encontrar e não irei gostar nadinha.

    Adorei o efeito do titulo do blog XD
    I'm Gabu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHA postei e saí u_u
      Posso dizer que desde criança aprendi a conviver com a mentira - e até fui ensinado nela ahsuahs Tô tentando mudar faz uns anos, mas é osso!
      POIS É CARA, pq a gente é assim? Não compreendo. Pior que eu nem lembro tanto do passado pra ficar procurando problema haushahs

      Excluir
  6. Muitas vezes, não precisamos de organização; precisamos de respostas. Só que, infelizmente ou felizmente, você vai encontra-las aos poucos.
    Esse ano realmente vai ser complicado. Mesmo sem estar preparado, novidades vão chegar e te deixar com medo e, acredite, é assim com todo mundo. Tome decisões com paciência e dê seu melhor em tudo (especialmente na escola), então as coisas vão se resolver.
    Sobre não ter personalidade: você tem. Ela está aí, nas suas manias, no seu jeito de falar, nas ideias sobre o mundo e em como age quando alguma coisa diferente acontece. Você pode achar que não, mas essas coisas que você acha ruim - seguir os outros, mudar - formará quem você é e isso não é algo ruim.
    Seja feliz, ok? Só isso.
    E parabéns pelo blog.

    Beijos,
    Bi.

    - www.naogostodeunicornios.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Bi, que comentário lindo ahsuahsaus ♥
      Tudo o que você falou sobre personalidade só fez sentido agora. Conselhos são aquelas coisas que estão na nossa cara, mas precisa vir alguém falar pra gente se tocar, né? Obg por isso. Tenho que ter calma pra encontrar as tais respostas, sou muito afobado.
      Ok, vou ser feliz sim, muito obrigado :3

      Excluir
  7. Estou no mesmo barco que você, confusa pelos anos terem passado tao rapida, sem saber como reagir aos ultimos meses da escola e como será quando eu for solta para o mundo, mesmo sem saber voar. Eu tendo dificuldade em estudar também, mesmo abusando dos post-its coloridos sempre rola a insegurança, o que estou deixando passar? vou me lembrar de tudo isso na hora da prova?

    XOXO Gabbs,
    Feche a Porta

    ResponderExcluir
  8. Oi, Edu. Não sei se isso te conforta, mas eu estou no último ano de faculdade e também não sei bem o que fazer da vida haha não me sinto adulta, não queria ser adulta...
    E odeio quando dizem que eu tenho que ser simpática com todas as pessoas! Esse não é meu jeito de ser. Sofro de ódio à primeira vista, sabe? Se não vou com a cara de alguém, não vou ser amiguinha dela. Serei educada, no máximo. Aliás, detesto gente que já vem com mil liberdades como se nos conhecêssemos há anos, rs

    Beijos,
    Kemmy - Duas Leitoras|Tem resenha premiada no blog!

    ResponderExcluir