30 de junho de 2015

Ah, a competição...


  Olá anjos, como é que vocês tão? Eu tô ótimo, feliz que faltam poucos minutos pra Julho. Pois é, já voltei. O Kuroh/Pedro deve cair da cadeira quando ver esse post! haha Não sei se fui eu que entendi errado, mas algumas pessoas nos comentários pensaram que o ET tava fazendo 4 anos. Não, gente haha Quem fez 4 anos de blogosfera fui eu - até vou fazer um post da minha "história", ideia da Thalita. O ET faz 4 só fevereiro do ano que vem, então guardem os "parabénzes"!

  Como vocês já devem saber, final do ano passado estreou a versão brasileira daquele reality de culinária Masterchef e recentemente começou a segunda temporada. Eu quis ver o programa desde o começo, mas sempre dormia cedo e não conseguia haha Até que esses dias achei todos os episódios em qualidade bem boa, então tô vendo a segunda temporada e tô apaixonado pelo programa! Culinária é uma paixão recente pra mim, então tô tentando absorver várias coisas desse mundo e o programa veio numa boa hora. Assistindo os episódios acabei percebendo que Masterchef - e talvez qualquer outro reality show de culinária - é mais do que só pessoas se matando pra cozinhar.


  Nesses programas - quando não em grupo, claro - é cada um por si. Competição rola solta e o que mais tem é gente correndo, gente ficando pra trás, gente passando por cima do outro, tudo pra conseguir alcançar o objetivo do jogo: vencer. Pressão é um elemento indispensavelmente presente, os competidores são bastante impostos à perfeição, nada menos que isso - a cozinha profissional é uma grande batalha psicológica. Gênios se encontram, discussão e stress rolando soltos. Nessas horas o autocontrole é posto a prova ao máximo, revelando quem realmente conseguiria controlar um inferno sem "descer do salto".

Um dia um cliente queria "meio prato" de refeição. Então ele foi à cozinha, quebrou um prato no meio e serviu a comida na louça quebrada.

  Com isso, percebi que na vida não é muito diferente. Todo mundo, desde criança, já tá em uma competição. Competição pra ver quem tira as melhores notas, quem passa na melhor faculdade, quem é mais feliz. Aliás, nossa sociedade é uma ditadura da felicidade; a tristeza é algo ruim que não tem espaço entre sorrisos falsos e risadas forçadas. E essa pressão que nos é imposta na adolescência para já decidirmos quem queremos ser pro resto da vida vem com o objetivo do "sucesso aos olhos dos outros". Se tens uma mulher, um filho, um emprego já ganhaste na vida. Muitas vezes somos desencorajados pelos próprios pais a sermos criativos, arriscarmos, seguirmos nossos sonhos e termos nossa própria vitória, nosso próprio sucesso. 

  Por esses motivos eu super apoio que cada pessoa decida sua própria vida, e não deixe se guiar pelas decisões dos outros. Depende do desejo de cada um: seja o bem-estar, seja o dinheiro, seja a competição. O Masterchef me fez perceber que tudo tem dois lados. Olhando por um ângulo diferente o que antes era um fracasso se torna uma oportunidade. O bom vira ruim ou o ruim vira bom. Só depende de como a gente vê.

27 comentários:

  1. Mentira, você por aqui já, cara?! Então minhas reclamações "indiretas" foram úteis! weqfijewqifpjwqef ainda bem que resolvi voltar antes aqui pra blogosfera, não aparecer mais a cada 15 dias gera lucros como ser citado em um post - quem não gosta ♥ - e contribuir pra postagens rápidas de um amigo, haha, então continue aparecendo sempre.

    Desculpe então Edu, acho que fui um dos que confundiu - sou lerdo mesmo - sobre o aniversário do seu blog, parabéns pra você então cara! Que tem 4 anos na blogosfera e tem feito um belo trabalho, da sua forma, pois isso é o mais gostoso em blogs pessoais. Ouvi falar muito de Masterchef, tanto, mas tanto, que eu fui atrasando de assistir e ele resolveu aparecer na minha frente em um final de noite quando eu estava na TV. Acabei que assisti um episódio com minha mãe, era Masterchef Austrália (eles comem os cangurus D:), caramba, muito bem estruturado e muito tenso, realmente é muito mais do que um simples programa de culinária, envolve muita competição e personalidade, como você mesmo disse. Não sabia da existência do masterchef brasileiro, como sempre sou o último a saber das coisas, mas pretendo assistir. É sempre legal ver competições, ainda mais de um povo que costuma descer do salto mesmo, haha. Com certeza o que mais me chamou ao programa é todo o jogo psicológico que existe por trás de toda a competição. É como você disse, "essas horas o autocontrole é posto a prova ao máximo".

    Tenho impressão que esse comentário ficaria gigante demais se eu fosse realmente levar a fundo o que você disse no penúltimo paragrafo, vou tentar resumir: concordo completamente com você. Desde quando entrei na faculdade conheço dezenas de histórias de pais, famílias, desencorajando os filhos a fazer o que quer, o que sonhou desde sempre, de uma forma torturante. Eu entendo a preocupação, o mundo é difícil, o mundo é perverso, o mundo, como você mesmo disse, é competitivo. Já eu penso diferente. Nós nascemos com o direito de tentar, e idealizar, o que chamamos de felicidade. Usar a criatividade e tentar da nossa forma, é um direito que temos a partir do momento que nascemos, de pensar, usar sua própria criatividade e tentar. Não precisamos de dinheiro e nem de nada além de nós mesmos pra buscarmos a felicidade e nosso próprio sucesso. Prefiro morrer tentando ser eu mesmo sempre, tentando ser o que eu quero sempre, tenho certeza que a maioria das pessoas seriam mais felizes se pensassem dessa forma. Sei que ainda sou imaturo, mas disso eu não tenho medo de afirmar.

    Nossa, desculpe, vai ser tenso ler tudo isso AISUHSISHG' Abraços Edu! \õ/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o prêmio de maior comentário vai para...

      Excluir
    2. Cacete, Pedro, esse é grande mesmo hauaha Vamos lá! Pois é, voltei cedo! Aham, muuuito indiretas hauaha Eu gosto de ser citado, melhor sensação. Pois é, também não dê uma de sumido, vou continuar por aqui sim. u-u
      HUAHha sem problemas, Pedro, valeu, adoro essa sua sinceridade, sabia? haha Égua, mentira que comem cangurus, po D: O único Masterchef que vi até agora é o Brasil, ainda não sei se vou ver os outros. Os competidores tem que dar tudo de si, se não eles acabam ficando apagados enquanto os outros brilham. O jogo psicológico é doido, minha parte favorita no show! Espero que você assista e curta.
      O penúltimo era o foco do post, mas acho que deixei muito pequeno... Cara, agora eu quero saber a fundo sua opinião, êta curiosidade e-e haha Eu mesmo só era encorajado pela minha família a fazer medicina porque é o que "paga melhor", ainda bem que deixaram disso. Achei muuito bacana essa sua frase "Prefiro morrer tentando ser eu mesmo sempre, tentando ser o que eu quero sempre", é isso que quero pra minha vida e espero conseguir. Abraços, cara, e obrigado por esse comentário gigante haha

      P.S.: o prêmio é seu, favor retirar em no máximo cinco dias úteis u-u

      Excluir
  2. Lindas as suas conclusões, e inspiradoras, também. A nossa sociedade, por suas origens e pelo sistema político e econômico no qual está calcada, é naturalmente competitiva. Não que este "naturalmente" não me incomode, muito pelo contrário: acho horrível que a competição se transforme em superioridade, em desdém, naquela meritocracia que faz alguns pensaram que só "subiram na vida" porque correram atrás do que queriam — ignorando o fato de que para outras pessoas as oportunidades são, realmente, comprovadamente, limitadas — e por isso já são melhores.

    O Único Jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Lari, isso vindo de você me deixa honrado haha Certíssimo o que você disse, me incomoda muito esse lance de meritocracia, isso é um revés pra nossa sociedade. Passar por cima dos outros pra vencer é muito pior do que perder, ainda temos muito que mudar pra chegarmos perto do justo.

      Excluir
  3. Olá, Edu! Eu estou muuuuito bem, obrigada por perguntar. E você? Está bem? Espero que sim. Já é julho, então, vamos agradecer. Finalmente chegou o mês do (tão esperado) meu aniversário. Mentira, eu nem tava esperando meu aniversário, ksjdkshd. Pra mim, é só mais um dia do ano, como qualquer outro. Tanto faz, tanto fez. Eu não sei se já fiz 3 anos de blog, mas se não fiz, até o fim do ano eu farei. Não faço a mínima ideia nem do mês e nem do ano em que eu entrei na blogosfera. Eu já irei dar os parabéns antecipado, porque sabe lá o que pode acontecer até fevereiro do ano que vem. Vai ver eu tô morta até lá. Todo mundo diz que eu sou um pouco pessimista, nunca entendi o porquê, skjdkshf.

    Eu sempre fui apaixonada por Masterchef. Comecei a assistir faz um bom tempo, no Discovery H&H. Eu assistia dos EUA, Espanha e vários outros países. Quando descobri que o Masterchef iria vir para o Brasil eu fiquei super empolgada. Não via a hora do programa começar. Comecei a assistir desde o primeiro episódio da primeira temporada. Por mais que o episódio termine realmente tarde, eu precisava assistir, não conseguia me controlar e acabava assistindo tudo. Mas, quando comecei a assistir, realmente percebi a diferença entre a culinária dos países. Nem só a culinária, mas o programa em si. Pode ter certeza absoluta que o Masterchef EUA é muito melhor executado do que o brasileiro. Você percebe uma diferença enorme enquanto assiste, mas mesmo assim, eu ainda amo. Você assiste aonde? Eu sou mais apaixonada por confeitaria, mas faz parte da culinária, então...

    Masterchef é realmente um programa difícil. Imagino como deve ser complicado para os participantes pensar um uma receita, executá-la e ainda apresentar o prato em uma hora, por exemplo. É realmente difícil. Em cada episódio você percebe aqueles que tem uma afinidade maior com os participantes, mas com o passar do tempo, a afinidade acaba se transformando em rixa. Eles lutam o máximo pelo fim, e nem se importam com os outros. É como uma montanha. Há várias pessoas escalando, e a pessoa que está no topo mal pensa na última, que tem uma enorme chance de cair. Ninguém se importa no final. A vida pode ser comparada á uma competição, por mais que há algumas pessoas nela que não se importam em vencer. Tem gente que quer simplesmente viver. Eu faço parte deles.

    Eu adorei a postagem, de verdade. Você escreve muito bem, e foi muito interessante ver o jeito que você compara uma competição com a vida. Me fez enxergar por um outro lado, sabe? Gosto de blogueiros que conseguem fazer isso com o leitor. E, repetindo, você escreve muito bem. Muito sucesso á você.

    Com carinho, Liv.
    // n-found.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Liv! Tô bem sim, obrigado. Feliz aniversário atrasado, adiantado ou certeiro (eu não sei o dia x_x)! "Vai ver eu tô morta até lá.", pois é, também não entendi porque dizem que você é pessimista hauaha Sério? Que legal, eu só fui saber do programa ano passado. Mesmo tendo adorado o programa ainda estou com uma enorme preguiça de ver as edições de outros países (o único que quero ver muito é o Masterchef Junior!). Então, o episódio 7 que saiu agora do Masterchef BR foi só voltado pra confeitaria, foi meu favorito já que essa é o que eu mais gosto na culinária <3 Eu vejo no YouTube mesmo :v
      Isso! Eu fiquei impressionado quando vi pela primeira vez. Deram um ingrediente e de prontidão todo mundo já tinha uma receita em mente, eu provavelmente me irritaria com a pressão e não lembraria de n a d a. Concordo com seu pensamento, não me importo em vencer - eu já aceitei que sou muito ruim em muitas coisas -, já me contento em viver, apenas. E obrigado por esse último parágrafo, fiquei muito feliz que fiz você ver as coisas por outro ponto. Muito obrigado mesmo, Liv :)

      Excluir
  4. Oi, menino Edu! Eu tô bem. Julho melhor mês, porque além de férias, é meu niver <3 Faz simmmmm o post, e logo, vou adorar (avá hahaha) ler!!!!

    Queria muito comentar algo legal sobre o reality também, mas não sabia da existência desse Masterchef até minha amiga dizer algo sobre isso semana retrasada, então deixa pra próxima UDFHUDFHUDFH
    Eu não havia pensado muito nessa questão até as aulas de sociologia me abriram os olhos. Crescemos mesmo numa sociedade altamente competitiva e baseada no sucesso, e não acho errado que alguém queira ser melhor naquilo que faz/tem, desde que não precise pisar em outras pessoas pra isso... Tem gente que faz de tudo pra ser melhor que o resto, como se fosse uma espécie de provação ou algo do tipo, como se o sucesso se baseasse no "fracasso" do outro.

    Mais uma vez suas opiniões se mostraram essa coisa linda, estou achando incrível o rumo que seu blog têm tomado, Edu, de verdade, continue assim ♥ Adorei teu about ali no primeiro gadget ;)
    With love {and flowers}, f-loralacid

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thalita! Haha outra blogueira aniversariante uhu Como o que eu disse pra Liv, feliz aniversário atrasado, adiantado ou certeiro pra você u-u Ah, tudo bem, o foco do post era a competição, então tudo bem você não falar sobre o reality hahah Eu comecei a ver isso no combo sociologia+filosofia, mesmo que eu não seja tão fã das duas. Infelizmente muita gente ainda pensa que pra ter sucesso precisa que o outro tenha fracasso. Que isso, Thalita, muito obrigado <3 Tô entrando devagar nessas mudanças, muito obrigado mesmo. Aah, valeu, acho que aquela é a melhor foto que eu tenho minha haha

      Excluir
  5. Você parece eu, refletindo (ou viajando) profundamente nas questões da vida SHUAHUHASU... A sociedade gera boas reflexões com os seus defeitos, né? É verdade, estamos em competição desde sempre... Quem tira as melhores notas, quem tem mais dinheiro, quem tem as coisas mais legais... Tudo isso porque o ser humano é invejoso e quer causar inveja nas pessoas. ://

    Beijos!
    http://interesses-sutis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá anjo, vou bem, obrigada por perguntar <3
    Awn :3 Sério que tu guarda a data? Eu nem lembro (talvez eu lembraria se eu não tivesse excluindo tantos blogs e entrado em hiatus tantas vezes -_-). Dudu - por que sim uái - feliz aniversário de quatro anos de blogosfera, atrasado...
    É isso mesmo, esses reality show de culinário são pior que UFC, tem sangue pra tudo quanto é lado kkk brincadeiras ~ Eu já tive vontade de fazer um monte de coisa gostosa para comer na cozinha, mas a Mariazinha não baixa em mim de jeito algum. É, eu não sirvo para cozinha, principalmente se eu for forçada... como numa vez, que minha mãe me forçou a fazer um bolo e eu o fiz com tanta má vontade que solou kkk Também existe um problema, o que adianta saber fazer um bolo se eu definitivamente não sei ligar o forno? No botão eu até sei, mas com o fosforo eu não consigo, minha mão simplesmente não vai para frente... eu tenho medo de acabar me queimando :< Mas um exemplo da minhas "mãos de fada" na cozinha é quando fui fazer pipoca doce hoje... deu tudo errado, tudo bem que era meu pai que tava mexendo para mim, mas eu estava dando as instruções, então a culpa é minha e a pipoca queimou (fiquei revoltada também, agora só faço a salgada mesmo!). Eu tenho invejinha na verdade, tipo, tem um colega meu que sabe fazer até pizza, e eu aqui mal sabendo fazer o miojo sem deixar queimar. Eu não tenho o dom, é isso.
    Você quer fazer culinária?
    Vivemos num mundo competitivo, isso é fato. Meus pais querem que eu e meu irmão nos formemos em algo que dê dinheiro, o que provavelmente não vai acontecer. Tipo, sim, é possível que com esforço o que queremos seguir dê um bom dinheiro, mas esse não é o objetivo, pelo menos não o meu. Tenho vários planos, mas nenhum deles inclui ganhar dinheiro e comprar um apartamento com vista pro calçadão de Copacabana. Acho que seria mais para: ganhar um bom salário, viajar o mundo e morar num apartamento bonito (eu tenho imensa vontade de morar num apartamento... sei, não sou normal!)
    Não podemos nos deixar sermos influenciados pelos outros. Se é algo que dá dinheiro ou não isso é um dos ultimos problemas. Afinal, prefiro passar o resto da minha vida fazendo algo que eu gosto, do que ganhando dinheiro com algo que eu não quero. Filosofei aqui kk
    É isso. Beijos Dudu - por que sim uái.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu considero datas bem importantes, guardo quase tudo nessa vida haha Obrigado, Teera (eu leio seu nome como "Terra", é lindo assim <3)! Cara, também não sei ligar a chama com um fósforo, eu tenho medo de me queimar também x_x No meu caso eu que obriguei minha mãe a me ensinar a fazer um bolo haha Eu não curto coisas agridoces, mal sei fazer pipoca, quem dirá pipoca doce! Quero um dia aprender pizza, minha vó é craque nisso. Nem, Teera, o que eu quero é algo pra área de exatas mesmo.
      Pois é, o meu também não é o dinheiro, minha família me quer como médico porque dizem que é a profissão que paga melhor. Égua, eu prefiro mil vezes casa, mas também tenho vontade de morar em apartamento hehe Beijos, T!

      Excluir
  7. Olá,
    Não sou lá muito competitivo mas na hora o sentimento de competição sempre bate haha. Gostei do texto, tenho que me atualizar no programa :/
    Abraço.
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Guilherme. Eu as vezes extrapolo na competição, mas fico de boas se não ganhar em algo haha Obrigado, também preciso, já saiu um episódio novo e ainda não vi! Abraço o/

      Excluir
  8. Olá.
    4 anos de blogosfera? Vou completar essa marca em Novembro <3
    Nossa, me surpreendi com suas reflexões, que são bem verdadeiras. Posso dizer que concordo com elas.

    Blog Entretanto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, só uns meses de diferença hehe Obrigado, Juliana! <3

      Excluir
  9. Olá Edu.

    É tempo na blogosfera, hein! Eu nem me recordo quando fiz meu primeiro blog rs Mas fazem muuuuuuuuuuitos anos mesmo :o

    Eu não vi ainda a versão brasileira desse série, mas cheguei a assistir alguns episódios da gringa e é maneira mesmo, não sei se vou chegar a assistir já pois estou até o pescoço de séries e tal rs E poxa, ver coisas de culinária me inspiram, aí eu vou pra cozinha fazer arte e tomo esporro da mãe, então vou com calma IWUDIUQWHDIUHIUQWHDUI

    Passe bem :DDD
    xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Washington! Caramba, haha Quando vou pra cozinha acabo bagunçando tudo, ainda mais se for uma coisa que envolve farinha de trigo, aí ferrou! Passe bem você também u-u

      Excluir
  10. Caduzitoooooooooooooooooooooo <33333
    Que bom que c tá bem! Tô bemm também.. "O Kuroh/Pedro deve cair da cadeira quando ver esse post!" hahahahahhahahahaha. Vou adoraaaar ler um post com sua história! <3 Os "parabénzes" estarão guardadinhos hahahahhaha

    MASTERCHEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEFFF <33333 Amo amaoamoamaoamaoamoamaoamaoamo assistir hahahahahhaha, apesar de só ver o do Brasil. Não porque eu gosto de cozinhar, mas gosto de ver os outros cozinhando e principalmente o resultado final da comida que dá vontade de comer (gordaaaaaaaaaa) hahahahhahah. Adorei a forma como você explicou o programa, Cadu! Adorei demaissssssss a relação que c fez com a vida da gente, sabe?
    "Por esses motivos eu super apoio que cada pessoa decida sua própria vida, e não deixe se guiar pelas decisões dos outros" Simmmmmmmmmmmmmm <33333

    Adoreeei, Caduzito <3
    Beijoss
    r-iptide.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BIAAAAAAAA <333 Oba, já vou preparar o post, e segura eles bem aí haha
      Também só vejo o BR, mas planejo ver o Junior algum dia de minha vida. Também gosto de ver outros cozinharem, e me animo quando consigo "imitar" quando eu tô na cozinha. Haha valeu, Bia! Beijos pra você <3

      Excluir
  11. 'Sociedade é uma ditadura da felicidade' palmas para esta frase.
    Já assisti a alguns episódios de masterchef, mas não acompanho. Ah, não sou nada competitiva, sou lesada isso sim KKKKKKK
    Enfim, você comentou sobre algo que tem me tirado o sono há um tempo. Sempre quis fazer medicina, e hoje pretendo cursar teatro. Ninguém além de três amigos concordam com essa decisão, inclusive meus pais. Não quero decepciona-los, mas sempre tive em mente a minha felicidade, aquilo que eu amo, apesar de amar ambos os cursos. Teatro é o que tem me movido do ano passado pra cá e já faz parte da minha rotina, projetos e sonhos, medicina não. De qualquer maneira, ano importante essa decisão ser só minha, porque se eu me ferrar ou me arrepender, ninguém além de mim, vai ter culpa. Sou louca, relaxa KKKKKKKKKK

    www.blogbrightwords.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, valeu. Sou competitivo na medida, sem essa de ficar passando por cima dos outros pra vencer. Nossa, achei muito bacana você ter dito isso. É um caminho bem improvável correr atrás de um sonho, é preciso muita coragem e muita força pra ignorar quem só tá tentando te puxar pra baixo. Espero mesmo que, qual for sua decisão, você seja bem-sucedida :)

      Excluir
  12. Oiie, Edu! E ai, tudo bom, moço? Eu tô ótima.
    Cara, primeiramente, uma frase para definir esse post: bicha, a senhora é destruidora mesmo ein, viada u.u?
    Passei a acompanhar Masterchef por culpa de ninguém mais, ninguém menos, do que meu pai. Pois é, meu pai olha programas de culinária... QUERO ALGUÉM QUE OLHE PROGRAMAS DE CULINÁRIA COMIGO :V (indireta detectada)! Admito que eu achava que eles pegavam pesado com os participantes, mas logo me toquei de que, quando se trata de algo profissional, precisa ser executado com absoluta perfeição.
    Achei incrível o fato de você ter comparado um programa de culinária com a vida. Ao meu ver, pareciam ser coisas sem semelhança alguma! Mas eles são mais parecidos do que eu imaginava.
    Sei lá, eu não sou a melhor pessoa para dar minha opinião quando o assunto é vida, tanto que isso me assusta, já que eu não faço a menor idéia do que eu tô fazendo com a minha e muito menos sobre o que esperar dela no futuro. Se é que eu tenho algum, já que eu sou uma vadia (eu sou preguiçosa, tá? Eu só passo o rodo no banheiro e olhe lá!). Eu nem sei se eu conseguiria cursar uma faculdade! Eu nem consigo encontrar algo para comer no armário, imagina algo específico para estudar na faculdade?
    Ahh, meus parabéns pelos 4 anos na blogsfera! Eu tô aqui a uns 3 ou 4 anos, nem lembro mais! Só sei que dia 13 desse mês faz mais um aninho que eu tô botando o terror por aqui :D.
    Hugs & Kisses ♡ | Indie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kath, tudo sim :)
      HAUHAUHAAHUA SOCORRO primeira vez que falam isso por aqui! Também quero alguém que "olhe" programas de culinária comigo, vamos lá ç-ç Pois é, tem coisas que só precisam de um impulsozinho pra você perceber que querem dizer o mesmo haha Também tenho um pouco de medo do meu futuro, mas é isso que me ajuda. Vai me ajudar a me achar, mas por enquanto tô perdido também x_x Aê, parabéns adiantado pra você também. Beijos!

      Excluir
  13. Olá,
    EU ADORO ESSE PROGRAMA <3. Gosto mais do que o dos outros países, adoro a competição, fico em casa babando por não ter nada tão gostoso pra comer e confesso que gostaria de roubar certos participantes para mim, ia adorar uns ali cozinhando exclusivamente para minha pessoa, rsrs. Adorei o post.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Não vi de nenhum outro país ainda, quem sabe no futuro... haha Obrigado, Inês n_n

      Excluir
  14. Hey, Edu! Cá estou eu, novamente!

    Estou apaixonado pelo seu blog, sério mesmo haha. Eu amo esses programas de culinária, de uns tempos para cá (desde que entrei na universidade) tenho sentido o desabrochar do meu talento gastronômico, então esses programas me fascinam. MasterChef e até mesmo o Cozinha Sob Pressão (SBT) que apesar de fazerem comparações, tem uma proposta bem diferente do anterior. E estou muito ansioso para os outros dois programas do mesmo seguimento que vem por aí, na TV aberta. O Bake Off Brasil - Mão na Massa (SBT) e o Batalha dos Confeiteiros (Record). Claramente não posso perder!

    Eu postei algo relacionado a tomada de decisões ontem no meu blog, sobre fazer de cada momento vivido, seja ele bom ou ruim, um aprendizado para que novas oportunidades surjam e sejamos capazes de transformar tristezas e alegrias. Basta olhar por outro ângulo, escolher um caminho diferente. Viver o hoje, o agora, porque coisas boas acontecem para quem espera, mas as melhores coisas acontecem para quem à luta e faz!

    Abraços, até loguinho!
    http://www.revolucaonerd.com.br/

    ResponderExcluir