21 de fevereiro de 2015

Se acaso...


  O acaso. Esse sentimento é definido como algo imprevisto, um ato de sorte. Uma coisa que ninguém previu, mas que o acaso veio e concretizou. Já dizia Lupicínio Rodrigues: "Se acaso você chegasse, no meu château encontrasse, aquela mulher que você gostou". Esse "destino" traria o bem ou o mal, dependendo do ponto de vista de cada um. Mas... e se não fosse o acaso? E se aquilo já estivesse prescrito a acontecer? E se uma Força Maior (Deus, a natureza, as estrelas...) conduziu você àquele caminho, com a intenção de causar o que ocorreu? E se tudo já está pronto, desde o nascimento até a morte? São muitos "e se". E se nunca soubermos se o acaso, a sorte existe ou não? Só a Morte dirá. Talvez nem ela. Diante dessas perguntas que nunca terão resposta, resta-nos viver. E sobreviver.

Fiz esse post pra um projeto do grupo Mutual Help. A tarefa de hoje era "tirar uma foto sua" e fazer um post baseado nisso. Como eu tirei a foto acima - é, sou eu - enquanto pegava a câmera pra tirar a tal foto pro projeto, totalmente "por acaso", pensei nesse mini-texto. Não joguem pedras, sou super novato nessa coisa de escrita haha

6 comentários:

  1. Reflexão interessante. :3 Acho que somos perseguidos pelas possibilidades, pelas consequências que uma escolha possa ter, pelos milhares de ''e se...'' e de planos que podemos escolher.

    | www.gabbisandi.com/ |

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As consequências, cara! Eu realmente odeio isso, pelo fato da minha impulsividade. Raramente me arrependendo, mas nem sempre gosto de lidar com as consequências haha

      Excluir
  2. Olá, Edu! Como você está? Espero que muito bem. Fui ler o gadget de "Welcome" e descobri que seu nome é Edu. Nunca soube que alguém se chama Edu, pra mim sempre foi Eduardo //uma idiotice só pra contrariar.

    O seu texto ficou realmente muito bom. Eu me lembro de ter lido algum texto por aí, com o mesmo tema que o seu. As perguntas que estão no seu texto estavam no texto da menina também, acredita? Eu não lembro o blog em que li, se não lhe mostrava. Por mais que você seja novato na área da escrita, ficou bem escrito. É um texto prazeroso de se ler. Pois bem, ninguém sabe o porque disso ou o porque daquilo. Ninguém sabe se está previsto tudo o que virá a acontecer ou apenas aconteceu por acaso. Ninguém sabe nem ao menos o porque estamos aqui, imagine isso. Eu acredito em sorte. Acredito no acaso. Acho que tudo o que acontece é por algum motivo. Pena que ninguém sabe ao certo qual é o motivo das coisas. Da vida.

    Com amor, Liv.
    Not Found

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, de novo! O link está com um problema, perdão. Aqui está o certo.
      Not Found

      Excluir
    2. Oi, Lívia o/ Cara, eu rim muito no inicio do seu comentário hauahua Meu nome é Eduardo mesmo, mas eu não gosto. Todo mundo me chama de Edu, assim que eu me apresento :v Mas, de verdade, você me fez pensar na possibilidade de mudar meu nome realmente pra Edu. Já pensou que massa? <3
      É, eu já fiz e vi vários textos com essa temática, as pessoas gostam desse tema. Me derreti todo com esses teus elogios, valeu haha

      Excluir
  3. Adorei o texto! Eu não acredito no acaso, mas também não acredito que todo nosso destino já está escrito. Acredito que as coisas que acontecem são resultados de nossas escolhas, até mesmo essas situações que parecem ser 'por acaso'.
    Gostei de ter colocado uma foto que você tirou "por acaso", combinou muito com a postagem ^^

    ♥ Rendas e Doces

    ResponderExcluir