30 de julho de 2013

5 invenções que não deixaram seus inventores ricos


  Oi gente! Pitch Perfect está entre os meus filmes favoritos, e pelo jeito vocês gostaram e vão vê-lo também, né? Ótima escolha! Ontem recomecei a ler O Mar de Monstros, em preparação para o filme. Também, mais pra frente, vou voltar a ler Em Chamas
  O título do post já diz qual é o assunto de hoje, né? 5 pessoas que revolucionaram a área em que trabalhavam com suas invenções, mas nunca ficaram ricas por isso. Já pensou, você cria um produto enorme, que todo mundo usa e é conhecido em qualquer lugar, mas ninguém saber que você fez isso? É o caso do pessoal de hoje. E com certeza 2 deles fazem parte da sua rotina. Vamos lá?


O programador russo Alexey Pajitnov, junto com alguns colegas, foi o responsável pela criação do Tetris. Ele trabalhava em um centro de pesquisas do governo da Rússia, em 1985, quando criou o jogo. Mas o reconhecimento veio tarde: Pajitnov só começou a receber os royalties mais de uma década depois, quando fundou a empresa The Tetris Company.

Essa foi a minha favorita; como você deve imaginar, essa história vem das terras japonesas: Daisuke Inoue era baterista de uma banda sem vocalista, que permitia que os frequentadores de um bar se revezassem ao microfone, entoando suas músicas preferidas. Certa noite, quando ele não poderia participar de um show, gravou sua parte da música de apoio em uma fita. A partir dessa ideia, ele criou 11 aparelhos de karaokê (em japonês significa orquestra vazia), e os alugava para quem quisesse ter um dia de cantor. Inoue nunca patenteou a invenção que ainda faz a alegria de muita gente pelo mundo todo, ou seja, nunca conseguiu lucrar a partir dela.

Art Fry, cientista da marca 3M e o inventor do Post It, inventou um papel adesivo de baixa aderência, mas não sabia como usá-lo. Ele descobriu o problema enquanto cantava no coral de sua igreja: criou uma máquina para recortar os papéis no porão da própria casa, no final da década de 1960, mas nunca ficou rico com sua invenção.

O padrão de transferência de músicas através da internet é uma criação do alemão Karlheinz Brandenburg, que começou a trabalhar no projeto durante o início dos anos 1980. No último ano da década, o pesquisador o apresentou sobre a sigla de OCF (Optimum Coding in the Frequency Domain). Como não tinha dinheiro para distribuir o software, ele foi comercializado de forma livre, com algumas limitações, o que impediu que o alemão recebesse todos os direitos que gostaria sobre sua criação. Então agradeça a ele por poder ouvir The Beatles ou Katy Perry hoje no celular!

O famoso "World Wide Web" é uma criação do inglês Tim Berners-Lee, que criou a web para ajudar cientistas que trabalhavam na CERN, organização europeia de pesquisa nuclear. Segundo ele, o segredo do rápido sucesso foi justamente distribuir sua invenção gratuitamente – ou seja, ele não ficou tão rico quanto gostaria com ela.

  Então, já conhecia o inventor de alguma dessas coisas? E você usa alguma delas? Agradeça a ele u_u, bem até o próximo post! Ah, e digam o que querem ver por aqui, é bom ler a opinião de vocês, leitores!

11 comentários:

  1. - PARA TUUUUDO 'O' serio mesmo , Tetris tipo what ? Bem interressante e diferente gostei do post ><
    garotaperigosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa o3o eu jurava que todo mundo tinha ficado rico -q

    Com muitas árvores, Queen Woolli ♥
    quirky-tree.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia nenhum, mas tipo, por bobeira eles não ficaram ricos... hahaha
    alternativeyeah.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. puxa que legal, eu não sabia.. quando li o início não sabia que se tratavam de invenções tão divertidas !

    www.mobadtrip.com

    ResponderExcluir
  5. Sério? Nem sabia, o www é umas das coisas que agente mais usa, eu to passada !
    Kisses dlç MINHA.
    Flowers with Nostalgia

    ResponderExcluir
  6. Esse povo q não sabe creditar coisas q criam U_U o q fazer com eles?
    Emfim o cara do Tetris foi burrão de mais .-.
    ai mds aquelo negocio ali de colar na testa dos meus amigos ~pois é colo na testa deles tudo u_u~
    chama Pot IT .-. q diferente, pq eu chamava de ''o colador de testa'' .-.

    XOXO
    jovenclube.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ei, acabei de ver Pitch Perfect, e tive que vir aqui só pra dizer que amei, cara q filme legal.
    Sério, da mais dica de filme, me identifiquei com seu gosto. (olha vc me fazendo ir dormir duas hrs da manhã). Bjão nerd, kkkk

    www.mobadtrip.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aww, sério, Gabriela? O filme é muito legal mesmo, que bom que gostou! Em breve vou dar mais dicas de filmes, mas tem outras na tag 'Filmes', ok? Bjão nerd o3o

      Excluir
  8. nossa, ou seja: Neeem tudo oq vc fazer tera o seu reconhecimento '-' rs adorei saber disso^^

    http://conectadas2.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. ameei o post. caraca, nunca reparei no tetris, sou viciada e nunca reparei nessa curiosidade : é velho mas todos amam ♥
    ameei seu blog, sério, muito lindo! design diferente e único, amei amei tudo, principalmente o conteúdo. parabéns pelo blog! aliás, acabei de criar um blog, vc pode dar uma visitinha? adoraria vc por lá. aah, já estou seguindo seu cantinho lindoo (se puder retribuir ficarei bem feliz), bjos :*

    xoxo,
    isabellanani.blogspot.com

    ResponderExcluir