31 de janeiro de 2013

Nem Para Sempre, Nem Nunca Mais


  Chegou o fim de janeiro, agora tudo vai começar a mudar na minha vida a partir desse fevereiro... Bom, depois de vários meses sem uma única resenha de livro algum, volto com outra indicação. O motivo de eu não falar muito deles aqui, é que eu nunca encontro palavras para descrever alguns, que são tão perfeitos! (ou as vezes é preguiça, mesmo). Vamos lá?



  Nem Para Sempre, Nem Nunca Mais está comigo desde o ano passado. É um livro da lista de leituras bimestrais da escola, mas esse, diferente de muitos, não tem uma história chata ou superficial. Na história, somos apresentados a Luísa, uma garota de 15 anos (17 no final) que mora em São Paulo e tem uma vida tranquila. Tudo muda quando seu pai recebe a proposta de ir trabalhar na cidade luz, Paris, com um salário maior e ela tem de se separar de seu namorado, André (seu 'verdadeiro amor'), com quem esteve a vida toda. Se fosse apenas isso, eu não acharia o livro tudo isso, mas outras coisas me chamaram atenção. A mãe de Luísa, Lúcia, é a principal delas. Durante parte do livro (principalmente no inicio) ela é o ser mais tonto do planeta, além de provocar muitas risadas! Sua ingenuidade e alguns foras que deixaram Luísa e o marido muito envergonhados, contribuíram para ela ser minha personagem favorita. Mas, claro, em um momento ela começa a amadurecer, e agir mais como "mãe" e menos como "irmã" com a filha. 
  Outro ponto que gostei no livro foi a autora meio que "participar" da história (no inicio ela apenas observa, mas acaba interagindo com as personagens). Luísa sempre põe a culpa de tudo de ruim que acontece na "autora". Há até um capítulo inteiro dedicado a uma conversa/discussão das duas sobre os rumos da história. 
  A família de Luísa passa um verdadeiro sufoco desde a saída do Brasil - tendo que acomodar TODOS os presentes que receberam - até a Europa - em Londres, perderam muito dinheiro em um hotel maliciosamente indicado por um 'colega' da empresa de Luís (pai de Luísa). 
  Também há um pouco sobre a França no livro, como por exemplo: Quando saem do táxi, logo no inicio, provocam um escândalo ao pagar a taxista o valor exato da corrida (lá você tem que acrescentar de 10 a 20% de gorjeta). 
  Faltando pouco pro final, aparece Lucas, o filho de Renato, representante da empresa de Luís em Paris. Ele realmente mexe com o coração de Luísa, por se darem tão bem. Não vou contar muito sobre ele e o relacionamento dos dois aqui, você tem que ler o livro. O melhor foi o final, pois ele não é definido, ou seja, nós não sabemos o que aconteceu com Luísa, Lucas, Lúcia, Luís... Na verdade, estava tudo nas mãos desse último, a responsabilidade e escolha era totalmente dele (nem Lúcia, que tinha sempre um dedo, quis se meter). 
  O livro é bem fininho, você consegue termina-lo facilmente em um dia. Os capítulos também são curtos, bem ilustrados (em P&B) e com uma letra um pouco grande. O único contra é o livro ser tão pequeno e alguns assuntos não ficarem bem explicados. Fora isso: perfeito. Depois de ler uma vez, com certeza você vai querer ler mais e mais. 

Eba! Minha primeira foto no blog! Coloquei alguns desenhos pro fundo não ficar 'vazio'. 
Título: Nem Para Sempre, Nem Nunca Mais 
Autora: Maria da Glória Cardia de Castro Editora: Editora do Brasil Páginas: 87
ΩΩΩΩΩ (5/5)

2 comentários: